domingo, 14 de fevereiro de 2016

Justificação pela Fé Parte 2


A Grande Questão:
Como Pode o homem ser Justo Diante de Deus?
Como o Homem pecador pode ser relacionar com um  Deus Santo?
Questão Correta:
O Homem não pode ser Justo diante de Deus, mas  se tornar Justo diante dele. Como?
Resposta: É Deus quem o justificar .( Rm 8.33)
John Macarthur afirma que não há doutrina mais importante para a teologia cristã do que a doutrina da justificação pela fé somente - o princípio sola fide da Reforma.
Lutero disse que a doutrina da justificação pela fé é o artigo pelo qual a igreja permanece ou cai. Calvino salienta que a doutrina da justificação é o eixo ao redor do qual a igreja gira. Antony Hoekema enfatiza que se a igreja estiver errada nessa doutrina, estará igualmente errada nas demais.

1. A definição de justificação
A justificação é um ato jurídico ou uma sentença divina na qual Deus declara perdoado todo pecador que crer em Jesus.
Em termos simples, podemos definir a justificação como “um ato de Deus pelo qual ele declara o pecador eleito como sendo justo imputando-lhe a justiça de Cristo e nós”.
 (Rm 5.1; Rm 8.30,33.)
Portanto, concluímos que a Justificação não é um processo, mas um ato declaratório de Deus. Acontece fora de nós, e não em nós.

2. A necessidade da justificação
Todos os homens são pecadores e necessitam do perdão de Deus
Por causa do pecado. Por que todos estão debaixo da condenação de Divina. (Rm 3.23;Rm 6.23) Portanto, como todos morreram espiritualmente em Adão ao pecar contra Deus, toda a humanidade nasce pecadora, morta espiritualmente.

3. O autor da justificação
A justificação pela fé é a manifestação da justiça de Deus sobre os pecadores. Ele é quem toma a iniciativa de perdoar o homem de todos os seus pecados, declarando-lhe que não existe mais nenhuma condenação contra eles.
Deus é o autor da justificação dos pecadores eleitos. “A salvação é obra de Deus do começo ao fim (Gl 3.11; Rm 8.33; Ef 2.8).

4. A base da justificação
Em Cristo somos justificado ( 1 Co 6.1) Por meio da obra de Cristo ( Rm 5.9), A justificação é a justiça e a obediência de Cristo ( Rm 5.19).
A base da justificação é a justiça de Cristo (Rm 5.21 Rm 8.1). Não é por boas obras como entende a igreja católica, mas é na graça soberana de Deus no seu favor imerecido, como o ensino da bíblia é claro: Ninguém será justificado diante dele por obras da lei, mas mediante a fé em Cristo Jesus (Gl 2.16)

5. Instrumento da Justificação

Nem a cerimônia, nem obras, mais a fé salvadora que provem de Deus, evidenciada em arrependimento (Rm 3.28; Rm 5.1 Ef 2.8).

6. Os Elementos da Justificação
 A Justificação inclui dois elementos: Um Negativo e Outro Positivo.
Elemento Negativo: Há primeiramente um elemento negativo na justificação, qual seja a remissão dos pecados com base na obra expiatória de Jesus Cristo.   O perdão concedido na justificação aplica-se a todos os pecados, passados, presentes e futuros, e, desse modo, envolve a remoção de toda culpa e de toda penalidade. O Crente continua a orar por perdão do seu pecado não com desepeiro de alguém que e está perdido, mas como filho que tem um pai amoroso celestial (Rm 5.21; 8.1)
Elemento Positivo: Na Justificação o elemento positivo pode se distinguir duas partes

Primeira Parte: Adoção de Filhos- Na justificação Deus adota o crente como filho, isto é, coloca-o na posição de filho e dá-lhe os direitos de filiação.
Os Benefícios da filiação divina
      A. Natureza Divina     (Tg 1.18)
      B. Novo Nascimento (Jo 1.13; Cl 3.10)
      C. habitado pelo Espírito (Gl 4.5-6)
      D. Disciplina partenal (Hebreus 12.5-11)

Segunda Parte: Direito à vida eterna- Na justificação Deus conceder aos eleitos o direito a vida eterna. Quando os pecadores são adotados como filhos de Deus, Tomam posse de todos os direitos legais de filhos e se tornam herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo (Rm 8.17; 1 Pe 1.4).


Conclusão
A doutrina da justificação nos dá esperança para a salvação mediante a fé na justiça de Cristo nunca será perdida.

Fontes bibliográficas :
Hoekema, Anthony.A  .
Salvos pela GraçaCultura Cristã. 2011

Anglada, Paulo Roberto Bastista
Imago Dei- Antropologia Reformada
Editora: Knox Publicações.

Berkhof, Louis. Manual de Doutrina Cristã
Titulo Original: Manual of Reformed Doctrine
Editora: Ceibel

Artigos :
Justificação Pela Fé : Igreja Presbiteriana Pinheiro