domingo, 7 de agosto de 2016

Verdadeira Boas Obras


O Homem é redimido pelas suas próprias obras? É exigido de nós que pratiquemos boas obras, e podem elas ser-nos realmente atribuídas?
Sendo crentes em Cristo, fomos santificados ou separados para as boas obras. Quando discutimos sobre o processo de santificação, que produz boas obras.
Temos de lembrar que santificação é a operação do Deus Espírito Santo em nós. As boas obras, por outra parte, são realizações nossas ( Tito 3.8)

1) O Que são boas obras:
     São três os requisitos para considerar boas obras no sentido bíblico
         a) Que tenha sido ordenada por Deus. Isto é, que esteja em consonância com a legislação divina. Não importa quão santa ou zelosa seja as nossas inclinações, quando decidimos fazer algo a favor de Deus, o fato é que nenhum ato será agradável a Deus se ele não ordenou (At 5.38) Deus asseverou claramente, em sua Palavra, o que ele quer que façamos. Nunca terminaremos de fazer nesta vida aquilo que Ele nos ordenou, e muito menos precisaremos inventar algo que Ele nunca nos disse para fazer.
        b) Ela precisa proceder de um coração purificado pela fé . Qualquer ação hipoteticamente considerada por si mesma é uma coisa, mas considerada em relação ao motivo, ao objetivo ou a finalidade daquele que assim age, é outra coisa. Assim, é possível uma pessoa fazer dezenas de milhares de coisas que Deus nos ordenou fazer, sem que, realmente, tenha praticado alguma boa obra. Porquanto uma boa obra deve proceder de um coração purificado pela Fé ( Mt 7.18) O Coração humano precisa ser purificado pela fé, porquanto “ Sem Fé é impossível agradar a Deus..” (Hb 11.6)  A Fé é aquele atitude do Espírito que se vale da graça justificadora e santificadora de Deus.
       c) Precisa ser algo realizado com a finalidade correta em mira. Não faz a mínima diferença quão bela seja, por si mesma uma ação qualquer. Não faz diferença quão altamente polida, quão magnífica e extraordinária seja uma obra, e nem quanto esforço e energia seja despendidos nela, se a sua direção não for certa ele de nada valerá e tal obra não será tida por boa; pelo contrario, será apenas um pecado.
          I. A Principal finalidade do Homem é glorificar a Deus e desfrutar dEle para sempre “...na tua  presença. Por semelhante modo, a finalidade de todas as nossa ações é a gloria de Deus. A Finalidade consciente, refletida, proposital e dirigida das nossas ações deve ser sempre a de glorificar ao Senhor, e qualquer ação que fique aquém desse alvo glorificador não poder ser uma boa obra, pois é pecaminosa.
      
2) Você tem boas obras?
     a) Quanta insensatez demonstra o homem não-regenerado quando acredita que pode adquirir a vida eterna e merecer a entrada no céu através de suas boas obras? Porventura podemos ser salvos por essas boas obras? É evidente que não, pois enquanto não somos salvos, não possuímos qualquer obra boa ( Ef 2.10; Rm 3.20)

3) As Boas obras fazem parte da Salvação?
   a) Sim, Fazem. As Escrituras declaram que somos justificados exclusivamente pela fé. Essa fé que justifica jamais se manifesta isolada no individuo justificado, pois é sempre acompanhada pelos Frutos por ela produzidos na vida. A Fé em Cristo, pois, produz uma vida de boas obras
   b) As boas Obras são um resultado absolutamente necessário da fé salvadora, como também são a única evidência da salvação ( Ef 2.8,10)


Fonte:

Kennedy, D. James_Verdades que Transforma__Doutrinas cristãs para sua vida hoje!_Editora Fiel_Thuths that tansform por James Kennedy

Nenhum comentário:
Write comentários